terça-feira, 9 de junho de 2009

Pregação no primeiro século



Características da pregação dos tempos de Cristo

Atos 2:14-34

Orador: Pedro (v14)

Ouvintes: Pessoas de diversas nacionalidades (v5), judeus e os outros apóstolos (v14)

Local: Casa em Jerusalém (v1e2)

Situação: Estavam admirados pelo manifestar do Espírito Santo. Alguns interpretavam mal.

Motivo: Confirmar que Jesus era o Messias. O sinal de línguas era uma prova. Aproveitando a situação anunciou Jesus como Salvador

Introdução: Uma breve explicação que os homens não estavam embriagados (v15)

Conclusão: Exorta ao arrependimento e ao batismo para o perdão dos pecados e a promessa do recebimento do Espírito Santo.

Atos 7:1-53

Orador: Estevão (6:9)

Ouvintes: O povo, anciãos e membros do sinédrio (6:12 e 15)

Local: Sinédrio (6:15)

Situação: Estavam escandalizados pela pregação de Estevão.

Motivo: mostrar através de uma história linear que Jesus , realmente era o Messias aguardado e que eles continuavam surdos à voz de Deus.

Introdução: A grande linha histórica (v2-50)

Conclusão: Demonstra que os lideres religiosos continuavam a praticar as mesmas coisas que seus pais praticaram e desagradava a Deus.

Atos 10:34-43

Orador: Pedro (v34).

Ouvintes: Cornélio, parentes e amigos íntimos (v24)

Local: casa de Cornélio (v30)

Situação: as pessoas faziam acepção de pessoas.

Motivo: mostrar que para Deus não faz separação entre judeus e gentios.

Introdução: Pedro faz sua introdução, dizendo que na era inaugurada por Jesus não há mais distinção de pessoas.

Conclusão: conclui afirmando que quem crer em Jesus e o aceitarem é livre dos seus pecados. O final do seu discurso ele apela pra isso.

Atos 13:16-41

Orador: Paulo (v16).

Ouvintes: Israelitas e pessoas que estavam na sinagoga (v16)

Local: Sinagoga de Antioquia da Pisídia (v14)

Situação: Não conheciam a Jesus.

Motivo: Atendendo ao convite dos chefes da sinagoga anunciou o evangelho da salvação.

Introdução: Mostra a linha histórica até Jesus (v17-25)

Conclusão: Faz um apelo aquelas pessoas a aceitarem a Jesus como Salvador e não o desprezarem como o Messias prometido (v38-41)

Atos 17:22-31

Orador: Paulo (v22).

Ouvintes: Atenienses e residentes estrangeiros (v21)

Local: Areópago de Atenas (v19)

Situação: A cidade estava vivendo em grande Idolatria (v16)

Motivo: Mostrar que só existe um Deus e seu Filho redentor de toda humanidade.

Introdução: Chama atenção, o anseio dos atenienses em cultuar a espiritualidade. Pois disse que eram bem religiosos (v22)

Conclusão: Paulo demonstra através de sua pregação que os ídolos, cultuados naquela cidade não passam de estátuas sem poder algum. Prega um Deus sem forma mas que sustém todas as coisas, através de seu poder. Apela aos atenienses ao arrependimento e aceitarem Jesus como salvador.

Atos 26:23

Orador: Paulo (v1).

Ouvintes: Rei Herodes Agripa II, Berenice sua irmã, oficiais superiores, homens eminentes da cidade e o procurador romano Festo. (25:24)

Local: Cesaréia (25:13)

Situação: Paulo estava preso injustamente, aguardando sua transferência para Roma (v25:21)

Motivo: Mostrar que das acusações a que a ele eram imputadas, nada mais era que o chamado para cumprir seu ministério.

Introdução: Paulo introduz o seu discurso, mostrando a sua linha impecável como judeu e fariseu até o seu encontro com Jesus.

Conclusão: Paulo demonstra o seu chamado ministerial e apela aos presentes a crerem que Jesus crucificado e ressureto, Como verdadeiro salvador da humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Achou interessante? Então comente!

BUSCADOR EVANGÉLICO – pesquise notícias, sites, mensagens, eventos, músicas gospel, ferramentas de estudo e ensino bíblico, bíblias eletrônicas, doutrinas, bibliotecas, história, referências, downloads

Pesquisa On-Line

Pesquise na Bíblia
Ex.: graça - Ex.: Gen 1.1-10

Citações

Vida Cristã

"Esperança é Fé no futuro do indicativo = ACONTECERÁ"

A Excelência

"Somos o que repetidamente fazemos. Portanto a excelência não é um feito, é um hábito" Aristóteles

Vida Cristã

"Fé é a ação da Palavra. Medo é a hesitação".

Principios de Sucesso

  1. Pensamento (Prosseco mental)
  2. Sonho (Por Vezes utópico)
  3. Visão (delimita e trona prático)
  4. Ação (concretizando)
  5. Hábito (Esforço e continuidade)
  6. Caráter (Assimilado através de bons hábitos)
  7. Destino (Realização do projeto)

Pr. Silas Malafaia


Sobre Pessoas

" As pessoas que menos fazem, são as que mais criticam"

Gilson R. Abreu.

A lei do Reconhecimento

" O que não é reconhecido, é desprezado. Tudo o que é desprezado é ingratidão"

Gilson R. Abreu.

O jeito de falar

"As palavras de baixo calão, surgem quando faltam argumentos"

Gilson R. de Abreu.

Campeões

" Campeões são aqueles que fazem com intensidade, aquilo que as pessoas comuns fazem rotineiramente"

Pessoas e fracassos

Há quatro tipos de pessoas que irão fracassar:

  1. Insensíveis
  2. insensatas
  3. desatentas
  4. desanimadas

Tempo de Conversão

"Eu só sei que estou convertido quando o velho homen, passa ser um estranho para mim"

Gilson R. de Abreu

O problema do Mundo

"O inferno são os outros"

Jean Paul Sartre