sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: Repousando em lugares tranquilos

Audio

Repousando em lugares tranquilos

"O meu povo habitará em morada de paz, em moradas bem seguras, e em lugares quietos de descanso."

(Is 32:18)


A idéia de Isaias neste texto é de descanso, antecedido pelo verso “um varão servirá de abrigo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra duma grande penha em terra sedenta." (Is 32:2) neste mesmo capítulo, como também declarou o salmista "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias" (Sl 23:1-6). É verão ao meio-dia. O seu fulgor é semelhante ao brilhante calcário e seu brilho é quase que insuportável. Os seus raios nos atingem como lâminas de espadas. Todos os seres viventes têm de se esconder de seu implacável calor, com exceção dos pequenos lagartos verdes que disparam em suas brincadeiras, ou em busca de alimento. O pastor está conduzindo a sua ofegante ovelha descendo através do vale, onde grandes rochas projetam refrescantes sombras. Ouve se a música do tranquilo riacho, ele vai deslizando calmamente através do tapete de musgo, e vai se quebrando nas pequenas pedras do seu leito! Estes são os verdes pastos e águas tranquilas!


Não podemos ter essa contraparte em nossas vidas? Almejamos a felicidade dos dias da infância, quando dificilmente conhecíamos as preocupações, e não havia o sentimento do continuo stress do cotidiano, é como o descanso de domingo, com a sua abençoada pausa da fadiga do trabalho, a calma e a restauradora atmosfera da casa de Deus, o silêncio da adoração e meditação, certamente um período de convalescença depois de uma longa doença, quando vem voltando aos poucos as nossas forças e saúde; ou, talvez seja como as férias anuais, quando nós nos divertimos em um longo dia diante do mar, ou quando estamos em nossa cidade favorita. Para o físico, mental, e espiritual bem-estar nós precisamos de dias e semanas em que as nossas engrenagens da vida, tenham um tempo de descanso, e retirada da lama através de um salutar jato de água.


Mas se realmente nós desejamos estar diante da entrada desta casa de paz, devemos cumprir todas as condições. Nós devemos ter Jesus com Rei, e colocá-lo dentro desta pousada, colocar o cetro do governo de nossas vidas incondicionalmente em Suas mãos. Nós devemos nos abrigar na sombra do crucificado "Homem de Nazaré" que ofereceu a si mesmo como um "lugar de abrigo" do vento escaldante, e do temor das tempestades tropicais "Eis que reinará um rei com justiça, e com retidão governarão príncipes. Um varão servirá de abrigo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra duma grande penha em terra sedenta." (Is 32:1-2). Isaías fala deste lugar tranquilo e particular, onde nós podemos descansar na Justiça e Verdade. Elas não estão no presente extravagante ou na escolha arrogante. “... Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados..." (1Jo 1:9) porque na Pessoa de Seu Filho, todas as coisas são possíveis, para aqueles que clamam por Ele "Justificados, pois, pela fé, tenhamos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo" (Rm 5:1).


Oração:

Oh Deus, tomara que exista uma pausa na fadiga do dia-a-dia, não só no exterior aparente, mas também no nosso interior haja tranquilidade. Conceda-nos que nossas ansiedades e cuidados, possam ser lançados sobre ti, pedimos que não possa haver nada que quebre o repouso e serenidade dos nossos corações. Ordene paz sobre nós, porque Tu tens trabalhado em todas as dificuldades de nossas vidas. AMÉM





sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Quando o mal aumentar... FAÇA O BEM!

Audio

Quando o mal aumentar... FAÇA O BEM

“E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.”

(Mt 24:12)

Jesus profetizou sobre um dia de grande escuridão; um tempo em que o mal iria prevalecer por causa do endurecimento dos corações, cresceria a frieza e o distanciamento das afeições de uns para com os outros. Eu não estou dizendo que esse dia chegou, mas que estamos vivendo um tempo em que o coração do homem é posto a prova.


Existe um inegável aumento da maldade por todos os cantos – Política, indústria, religião, educação, família, e por ai vai. Raramente podemos encontrar um lugar que não se ache algo com certa medida de pecado e egoísmo.


O que podemos fazer em relação a isso? Devemos comprar uma fazenda em Minas Gerais, encher o celeiro de Bíblia, arroz, feijão e munição? NÃO!! Nós devemos deixar a nossa luz resplandecer diante dos homens, de modo que eles possam ver as nossas boas obras, e glorificar ao nosso Pai que está nos céus. Quando o mal aumentar – devemos FAZER O BEM!


Ouça a instrução do apóstolo Paulo: “Regozijai-vos sempre no Senhor”, e para assegurar isto realmente a nós ele acrescenta: “outra vez digo, regozijai-vos.” (Fp 4:4). A alegria é um poderoso antibiótico, contra o crescimento da bactéria da desesperança, pela vertiginosa contaminação do pecado.


Paulo continua a ensinar “Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.” Em outras palavras, seja balanceado no seu jeito de viver, sendo não extremista nas coisas que diz respeito a si próprio. “Não andeis ansiosos por coisa alguma...”, escreve-nos Paulo “antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus” (Fp 4:5-7).


O homem ou mulher que estão cheios de paz e marcados pela alegria, pode inacreditavelmente obstruir o aumento do mal, com a esfera de sua influência. Como então poderemos ser este tipo de pessoa? Paulo responde a essa questão concluindo o seu pensamento: “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Fp 4:8).


Tal como o homem pensa no seu coração, ele é. Estes são os pensamentos que abastecem as chamas do coração, e que nunca irá se esfriar.


Quando o mal aumentar – faça o BEM.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: O caminho largo e o estreito

Audio

O caminho largo e o estreito

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição... estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida...”

(Mt 7:13-14)


No inicio da vida, cada alma está pronta a percorrer este dois caminhos.

Em cada um de nós o amor pela vida é forte, e todos desejam conseguir muito mais do que os anos de vida que talvez receba. Amiel expressa esta sua paixão pela vida quando diz: “Desejei viver uma vida ardente, sentir, expressar, mover no profundo do meu coração. Eu era dominado por aspirações militares. E um ansioso desejo de sair dominando todo o mundo, experimentar tudo, ver tudo, aprender tudo, domar tudo e conquistar tudo!”.


Nos nossos melhores anos, acordamos para estes fortes e naturais impulsos, e somos incitados a debater. Se Deus me deu estes desejos ardentes, por que não sacia-los? Eu não pegaria nas rédeas destes flamejantes cavalos, e não cavalgaria com eles para estas lindas paisagens? Fazer isto é, ir pela porta larga e entrar pelo caminho amplo. Este é o caminho da sociedade, da maioria – e “muitos” vão por ele, neste pré-existente caminho do mundo. Não um sequer que entre por esta via, dirigindo-se pelos seus impulsos carnais, que precise temer ser taxado de estranho ou egocêntrico.


Podemos bem admitir que nos seus primeiros estágios, este caminho é fácil e bastante prazeroso. O barco é lançado sobre a suave correnteza e na agradável rodovia, a suave descida facilita o caminhar, o sol brilha, e nas margens há flores belas e perfumadas. Mas a vida que é focada no próprio prazer, só tem um fim: A DESTRUIÇÃO!


Há um outro caminho, mas também é muito apertado para que você use a “roupa dos desejos ardentes”, também é apertada para o orgulho, o auto-prazer, a ambição e a mesquinharia, ele é conhecido como: “O CAMINHO DA CRUZ” que conduz a VIDA! Nós queremos viver a vida e realizar coisas extraordinárias, isto é para aqueles desejam conseguir muito mais do que precisam para si mesmos e na realização dos seus auto-prazeres, no final acabam perdendo tudo! Por outro lado há os que acabam tendo as suas vidas restringidas por seguir a cristo, no final são vencedores. Poucos são os que encontram, e entre por este caminho, esse é o lamento de nosso Senhor. Então coloquemos nossas mãos na dEle, e sejamos conduzidos por este caminho da vida que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” (Pv 4:18).


Oração:

Amado Senhor, como Enoque caminhou contigo no passado, permita-nos caminhar cada dia, escolhendo o caminho estreito, dirige os nossos passos pelos Teus caminhos, e com confiança permita que caminhemos ao seu lado, te pedimos em nome de Jesus. Amém.


quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: Justamente quando eu mais preciso dEle


Audio

Justamente quando eu mais preciso dEle


“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.”

(Sl 46:1)


Se você pudesse fazer uma escolha, o que escolheria:

  1. Ter a presença de Deus com você ou,
  2. Ter realmente, realmente mesmo a presença de Deus com Você?

Se você for realmente esperto, certamente escolherá a opção dois, mas você precisa entender que, fazendo esta escolha, você está aceitando o fato que isso colocará você em meio a dificuldades.


Deus está sempre conosco, mas Ele está realmente, realmente mesmo conosco quando estamos em meio às aflições!

Aflições? O que exatamente estamos falando aqui? A palavra hebraica (Tsârâh) significa aperto, tensão. Algo que é causado pela adversidade, angústia, sofrimento ou tribulação. Ela refere-se a um tempo ou situação de extremo desconforto, qualquer aflição, que venha acontecer por diversas razões.


Deus deixa o Seu povo passar por essas situações.


“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.” Este foi o verso que inspirou o tentando e perseguido ex-monge agostiniano, a escrever o famoso hino da reforma “Torre Forte é o nosso Deus”. É uma mensagem eterna, e que nos encoraja a não desanimar. Jacó construiu um altar em Betel ao Deus que me respondeu no dia da minha angústia, e que foi comigo no caminho por onde andei.” (Gn 35:3). O amigo de Jó, Elifaz, assegurou que “Em seis angústias te livrará, e em sete o mal não te tocará.” (Jó 5:19) Davi disse-nos que “O Senhor é também um alto refúgio para o oprimido, um alto refúgio em tempos de angústia.” (Sl 9:9)


Justamente quando eu mais preciso dEle, Jesus está perto, Quando eu mais vacilo, na hora que tenho mais medo, Ele me socorre, pronto a animar-me, Justamente no momento em que mais necessito dEle, quando sinto falta, Jesus é a verdade, nunca me abandona, e conduz- me por todos os meus caminhos, e coloca sobre mim um fardo suave, Justamente quando eu mais preciso dEle! Quando eu mais preciso dEle, Jesus é forte, carregando os meus fardos por muito tempo, em todos os meus sofrimentos Ele me dá uma canção de vitória, no momento que mais preciso dEle! Quando mais necessito dEle, Ele é o meu tudo, responde-me prontamente quando por Ele chamo, Carinhosamente mantém a vigilância para que eu não venha a tropeçar, justamente quando mais preciso dEle” (William C. Poole, 1907)


Jesus está ali com você. Justamente quando mais você necessitar dEle.


Mensagem em áudio: A Graça de Deus

Audio

Adquira esta

Mensagem!!!

Receba em sua casa

Apenas

R$8,00

(seja um abençoador

deste ministério)

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Pulseiras do Sexo ou Fantasia?

À primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos de crianças parece inocente. Mas na realidade são um código para as suas experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até ao sexo propriamente dito.

Vera Esteves | vesteves@destak.pt

Poderia confundir-se com mais uma daquelas modas que pega, uma vez que é usado por milhares em várias escolas primárias e preparatórias no Reino Unido e custa apenas alguns cents em qualquer banca ao virar da esquina. E antes fosse.

Mas as diferentes cores das ditas pulseiras de plásticopreto, azul, vermelho, cor-de-rosa, roxo, laranja, amarelo, verde e dourado – mostra até que ponto os pupilos estão dispostos a ir, se se proporcionar, desde dar um beijo até fazer sexo.

Andam uns atrás dos outros nos recreios das escolas, na tentativa de rebentar uma das pulseiras. Quem a usava terá de “oferecer” o ato físico a que corresponde a cor. É o “último grito” do comportamento promíscuo que sugere, cada vez mais, que a inocência da infância pertence a um passado longínquo.

Quase tão chocante como as “festas arco-íris” – encontros com muito álcool e droga à mistura, em que as prostitutas usam batons de cores diferentes para deixar a “marca” nos rapazes após o sexo oral -, as «pulseiras do sexo», que custam apenas um euro (um pacote com várias), têm um custo maior que foge ao alcance de muitos pais.

A amarela é a melhor porque significa que só se tem de abraçar um rapaz. A laranja significa uma “dentadinha de amor” e a roxa já dá direito a um beijo com língua», explica uma menina de 12 anos ao jornal The Sun. Todavia, à medida que a paleta de cores avança, o nível de intimidade também é maior: «se um rapaz arrebentar uma pulseira cor-de-rosa, a menina tem de lhe mostrar o peito, se for vermelha tem de lhe fazer uma lap dance (dança erótica, estriptease) e azul é sexo oral», continua. As verdes são as dos «chupões no pescoço».

As pulseiras mais ambicionadas são a preta e a dourada, significando a primeira «ir até ao fim com um rapaz» e a segunda todos os atos descritos anteriormente, do mais inocente ao mais impróprio para a idade. «A douradas são muito raras, por isso se encontrar uma na loja, precisa obrigar a sua mãe a ir comprá-la!», explica.

Símbolo de respeito

Como quase em tudo nestas idades, existe um estigma por detrás das pulseiras: quem não as usar é ostracizado e quem usar as cores preto e dourado é mais respeitado. «No meu grupo da escola, a líder – que serve de exemplo para todos – só usa pulseiras pretas e douradas. Todos os rapazes da minha turma usam pretas e se uma garota também usa, eles gostam todos dela», conta a criança de 12 anos.

Shannel Johnson, de 32 anos, descobriu através da filha, de oito, o significado das pulseiras e admitiu ao The Sun que nunca suspeitaria do código subliminar. Quando a filha Harleigh lhe disse que se alguma rebentasse, tinha de fazer um «bêbê com um rapaz», Shannel teve uma conversa com a filha, chamando-a à realidade.

Esta mãe, preocupada, começou a pesquisar na Internet e descobriu sites onde se vendiam as pulseiras, grupos no Facebook e fóruns de menores discutindo quem usava que cores. Enquanto alguns pais já confiscaram as pulseiras, muitos continuam na ignorância do significado destes acessórios aparentemente da moda.

Fonte: Destak.com

domingo, 6 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: E conhecereis a verdade

Audio

"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará"

(João 8:32).



É conhecida a história de um duque italiano que foi a bordo

de um navio de galera. Quando passava pela tripulação de escravos, perguntou a vários deles qual havia sido o crime que os levara a servir no navio como remadores. Todos reclamavam dizendo que não tinham culpa alguma. O culpado era outra pessoa ou o juiz que havia sido subornado para condená-los. De repente o duque parou diante de um jovem, forte, que também estava cumprindo sua pena. Ao lhe perguntar o que havia feito, ele respondeu: "Meu senhor, eu

fui condenado justamente. Eu queria ter dinheiro e roubei para satisfazer a minha vontade. Ninguém foi culpado disso a não ser eu mesmo". O duque, ao ouvir o relato do jovem, agarrou-o pelo ombro e disse: "Seu velhaco! O que está fazendo aqui entre tantos homens honrados? Saia

imediatamente daí!" O jovem foi posto em liberdade enquanto os outros permaneceram trabalhando nos remos. (Spurgeon)


Muitas vezes culpamos os outros por nossos fracassos, por nossa solidão, pela falta de dinheiro, pela perda de umemprego, por sermos preteridos em favor de outra pessoa, pela situação difícil por que passamos.


Não conseguimos enxergar nossos erros. Não reconhecemos nossos pecados. Não compreendemos que, na maioria das vezes, a culpa é somente nossa. Não percebemos o quanto somos indiferentes, ignorando a Deus e perdendo as bênçãos que Ele tem preparado para aqueles que nEle confiam.


Quando nos colocamos , humildes, diante do altar do Senhor,

confessando nossas falhas e pedindo a Ele perdão por nossas más atitudes, não por merecimento, mas pelos méritos do nosso Salvador Jesus Cristo, Ele nos abraça, retira toda a condenação, nos oferece a bênção da libertação para uma vida plena de alegria e felicidade.


Reconheça os seus erros, peça perdão e desfrute da alegria da liberdade que só Deus pode dar.




sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: Pois tenho muito povo nesta cidade


Audio

“Pois tenho muito


povo nesta cidade.”

At 18:10


Isto seria um grande incentivo para continuarmos nos aplicando em fazer o bem, então se Deus está entre os mais desprezíveis, o mais desprezível, o mais bêbado entre todos, é um povo eleito, e que pode ser salvo! Então quando você propõe a pregar a Palavra de Deus a eles, você pode falar confiante, por que Deus ordena uma mensagem cheia de vida em suas almas, e eles necessariamente a ouvirão, por que o decreto da predestinação está em vigor. Eles estão com os santos redimidos pelo sangue, diante do trono de Deus. Eles são propriedades de Cristo, como eles foram amantes de bares, e odiosos da santidade; mas se Jesus os comprou, então eles virão a ser cristãos. Deus não é insensível para se esquecer do preço pago pelo seu amado filho. Jesus não sofreu em nosso lugar, para não produzir efeito algum, Ele morreu por algo. 10.0000 redimidos não compensa ainda um que necessite de salvação, mas importa que este seja regenerado como os outros foram! Este é o nosso consolo em levar com urgência a Palavra de Deus a estes.


No mais, os que são incrédulos são apresentados por Cristo em oração diante do trono eterno E rogo não somente por estes...” disse o grande Intercessor “mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim” (Jo 17:20).

Pobres e ignorantes almas, não sabem nada sobre orarem por si mesmos, mas Jesus não cessa de orar por eles mesmos. Os nomes deles estão escritos na sua taça de orações, e ainda há muitos que estão dobrando os seus teimosos joelhos, clamando em um sussurro santo diante do trono da graça. “Os figos ainda não estão maduros”. O momento predestinado ainda não chegou, mas então quando ele chegar, eles terão que obedecer, pois o próprio Deus fará isto. Eles verão isto, porque quando o Espírito chega cheio de poder, então, servirão desejosos como servos do altíssimo Deus. “O teu povo apresentar-se-á voluntariamente no dia do teu poder” (Sl 110:3). “Justificará a muitos” (Is 53:11). “Ele verá o fruto do trabalho da sua alma” (Is 53:11). “Pelo que lhe darei o seu quinhão com os grandes, e com os poderosos repartirá ele o despojo” (Is 53:12).



Oração:

Deus poderoso, em intercessão clamamos por aqueles que estão longe de ti, juntamente com o seu amado Filho suplicamos, dá-nos, ó Deus palavras cheias de poder do seu Espírito, e chama capaz de incendiar o mais frio coração, clamamos pela salvação em todos os lugares. Para honra e glória de Jesus Cristo, te pedimos. Amém




quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: Tu és toda formosa

Audio

“Tu és toda formosa, amada minha, e em ti não há mancha.”

Ct 4:7

A admiração do Senhor pela sua igreja é algo muito maravilhoso, e sua descrição sobre a sua beleza é muito ardente. Ela não é somente formosa, mas “toda formosa”. Ele a contempla lavada e expiada de seus pecados através de seu sangue, e coberta de sua nudez de meretriz. Ele a considera cheia de elegância e beleza. Na verdade não existe nela nenhuma beleza própria, mas Ele a admira em sua própria majestade através de sua santidade, glória e perfeição, pois as suas suntuosas vestes que lhe atribuem beleza, foram presentes dados pelo o mui amado esposo. Ela não é simplesmente pura, ou bem proporcionada; ela é formosa e amada! Ela é casada. Suas deformidades do pecado foram removidas; e não somente isto, através deste matrimônio ela adquiriu o direito de se libertar da sua vida de meretriz, isto é algo lindo concedido a ela. Os crentes são certamente justos quando eles aceitaram o que nos “deu gratuitamente o Amado” (Ef 1:6). Nem tão pouco ela é amada abertamente, o seu amor superlativamente maior. O seu Senhor declara assim: “Tu és mais formosa que todas outras mulheres” Há uma admiração e excelência que não se pode comparar com a notoriedade e realeza deste mundo. Se Cristo pudesse escolher entre a sua esposa eleita e todas as rainhas e imperatrizes desta terra, ou ainda pelos anjos do céu, Ele não poderia, por que Ele a colocou no primeiro e mais importante lugar “Tu és mais formosa que todas outras mulheres”, Como o brilho da lua que ofusca as estrelas. Nem tão pouco há vergonha em declarar isto, por que Ele mesmo convida a todos para ouvir. Ele coloca os seus braços sobre ela, e chama atenção de todos, convidando a ouvir sua declaração: “Como és formosa, amada minha, eis que és formosa” (Ct 4:1). Ela fala de seus sentimentos a todos os moradores da terra, e um dia do trono da sua glória, Ele irá declarar esta verdade diante de todos os seres do universo: “Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34). Esta será a solene declaração aos seus amados eleitos.


quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

PodInforma #04 - Apócrifos


Músicas no Post:

  • PG - Meu universo
  • Alda Célia - Espírito Santo, Tu és bem vindo
  • Fernandinho - Como eu te amo
  • Ministério Koinonya de Louvor - Disponívelem tuas mãos
  • Trazendo a Arca - Serás, sempre Deus
  • Ludmila Ferber - Vinde a mim
  • Ouvir e Crer - Cordeiro de Deus
  • Casa de Oração Mundial - Quão Grande
  • Kleber Lucas - 4 Estações
  • Unção de Deus - Santo, Santo, Santo
  • Aretha Flaklin - Oh, happy days
Extras:

Apócrifos no Novo Testamento (Download)

Download:

Audio

Alta Qualidade

Audio

Baixa Qualidade






Assine o PodInforma

"Nós falamos de Religião, Sim"





terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Devocional do Dia: O cuidado com a Língua


Audio


“Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo... Não deixarás de repreender o teu próximo, e não levarás sobre ti pecado por causa dele.”

Lv 19:16-17


O fofoqueiro emite um veneno triplicado: Ao narrador de sua e(hi)stória, ao ouvinte e a pessoa que é a fonte do comentário. Seja o relato verdadeiro ou falso, nós somos proibidos pela Palavra de Deus de espalhar isto. A reputação do povo de Deus deve ser muito preciosa aos nossos olhos, nós devemos lutar contra essa chama e também contra o diabo, para que não venha a desonra a igreja e o Nome do Senhor. Algumas línguas precisam de freios como cavalos. Muita glória pode ser colocada abaixo através destes sussurros. Eles fermentam em si mesmos. Como os filhos de Noé que jogaram um manto sobre o seu pai, quando estava nu e o que o viu nesta situação colheu uma temerosa maldição (Gn 9:20-25). Podemos ter sobre nós mesmos um destes dias obscuros, Precisamos abster-nos e silenciar os nossos lábios, e alegrar-nos em favor daqueles que necessitam disso agora. Esta é a norma para a nossa família, e também o nosso pacto: NÃO FALAR MAL DE NINGUÉM.


O Espírito Santo, todavia, nos permite censurar o pecado, e indicar qual o caminho que deve ser seguido, nós temos o dever de corrigi-lo pessoalmente, não através da intriga, mas ensinando o caminho do arrependimento. Este caminho é humano, fraternal, cristão e sob as bênçãos e direção de Deus, teremos resultados. Mas e se a carne recusar isto? Então nós teremos um grande aperto em nossas almas, ficaremos preocupados, então o sofrimento do pecado que estava sobre o nosso amigo, será também um sentimento compartilhado por nós mesmos. Centenas de pessoas já foram salvas dos seus vergonhosos pecados através da paciente, sábia e amável correção dos dedicados ministros e seus sussurros de Deus. Nosso Senhor Jesus, nos ensinou uma sábia lição de como tratar os erros dos outros. No caso da negação de Pedro, o Senhor no mostra que a oração deve preceder a correção (Lc 22:31-34) e que caminho gentil ele tomou para corrigi-lo, mostrando que o orgulho que ele (Pedro) negava ter, necessita de bastante atenção.



Oração:

Senhor neste dia dá-nos o poder para controlar-mos as nossas línguas, e nos livrar da roda dos escarnecedores. Coloca em nossas bocas palavras sábias, para que possamos auxiliar o fraco e instruí-lo no caminho do bem. Para honra e glória do teu reino, te pedimos em nome de Jesus! Amém.


BUSCADOR EVANGÉLICO – pesquise notícias, sites, mensagens, eventos, músicas gospel, ferramentas de estudo e ensino bíblico, bíblias eletrônicas, doutrinas, bibliotecas, história, referências, downloads

Pesquisa On-Line

Pesquise na Bíblia
Ex.: graça - Ex.: Gen 1.1-10

Citações

Vida Cristã

"Esperança é Fé no futuro do indicativo = ACONTECERÁ"

A Excelência

"Somos o que repetidamente fazemos. Portanto a excelência não é um feito, é um hábito" Aristóteles

Vida Cristã

"Fé é a ação da Palavra. Medo é a hesitação".

Principios de Sucesso

  1. Pensamento (Prosseco mental)
  2. Sonho (Por Vezes utópico)
  3. Visão (delimita e trona prático)
  4. Ação (concretizando)
  5. Hábito (Esforço e continuidade)
  6. Caráter (Assimilado através de bons hábitos)
  7. Destino (Realização do projeto)

Pr. Silas Malafaia


Sobre Pessoas

" As pessoas que menos fazem, são as que mais criticam"

Gilson R. Abreu.

A lei do Reconhecimento

" O que não é reconhecido, é desprezado. Tudo o que é desprezado é ingratidão"

Gilson R. Abreu.

O jeito de falar

"As palavras de baixo calão, surgem quando faltam argumentos"

Gilson R. de Abreu.

Campeões

" Campeões são aqueles que fazem com intensidade, aquilo que as pessoas comuns fazem rotineiramente"

Pessoas e fracassos

Há quatro tipos de pessoas que irão fracassar:

  1. Insensíveis
  2. insensatas
  3. desatentas
  4. desanimadas

Tempo de Conversão

"Eu só sei que estou convertido quando o velho homen, passa ser um estranho para mim"

Gilson R. de Abreu

O problema do Mundo

"O inferno são os outros"

Jean Paul Sartre